'Limites democráticos já foram rompidos', diz presidente da Frente Nacional de Prefeitos sobre falas de Bolsonaro em reunião

Jonas Donizette (PSB), que é prefeito de Campinas (SP), comentou em uma rede social a postura de Bolsonaro.

Vídeo foi liberado após decisão do ministro Celso de Mello, do STF.

Bolsonaro chama João Doria de 'bosta' e Wilson Witzel de 'estrume' O presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Dozinette (PSB), chamou de 'descontrole' os palavrões de Jair Bolsonaro (sem partido) durante a reunião com ministros no dia 22 de abril e afirmou que 'limites democráticos já foram rompidos'.

O vídeo da reunião foi liberado nesta sexta-feira (22) após decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). PONTO A PONTO: o que foi dito na reunião ministerial "Usar palavrões para se referir a prefeitos demonstra o descontrole de @jairbolsonaro.

Indigna que o presidente da República tenha tamanho desrespeito com governantes eleitos pelo voto.

Os limites democráticos já foram rompidos e esse vídeo explicita isso", postou Donizette em uma rede social. Jonas Donizette comenta falas de Jair Bolsonaro em reunião ministerial Reprodução Twitter Nas gravações, aparecem pelo menos duas citações do presidente a prefeitos.

Em uma delas ele diz: "Discretamente, mas tem que falar, pra não deixar subir a temperatura, porque é só porrada o tempo todo em cima de mim.

E vou continuar indo em qualquer lugar do Brasil e ponto final, é problema meu.

Tá certo? Se eu não tiver esse direito de ir e vir, prefeitinho lá do fim do mundo, um jaguapoca dum prefeito manda prender.

Tem que a Justiça se posicionar.

..

se posicionar sobre isso, porra! Tem que se posicionar sobre isso, abertamente! Não admitimos prisão por parte de prefeitos, e o decreto". Na outra, ela fala especificamente do caso de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB): "Aproveitaram o vírus, tá um bosta de um prefeito lá de Manaus agora, abrindo covas coletivas.

Um bosta". Leia a transcrição completa da reunião ministerial Vídeo da reunião O vídeo integra o inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal, após denúncias do ex-ministro da Justiça Sergio Moro. A reunião ministerial teve a participação do presidente Jair Bolsonaro, do vice, Hamilton Mourão, Moro e outros ministros.

Ao todo, participaram 25 autoridades. Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Categoria:SP - Campinas e região