Servidora pública, filha do prefeito de Américo Brasiliense saca R$ 1,2 mil do auxílio emergencial

Em nota, Mirian Dayse Pano disse que se arrependeu e que irá devolver o valor.

Mais de 3,3 mil servidores públicos da prefeitura de SP receberam auxílio emergencial indevidamente Reprodução/Agência Brasil Servidora pública 2012, a filha do prefeito de Américo Brasiliense (SP) recebeu R$ 1,2 mil do auxílio emergencial.

O saque contraria as regras do programa, já que Mirian Dayse Pano é funcionária da administração municipal.

Por meio de nota divulgada à imprensa, Mirian disse que se arrependeu e que irá devolver o valor.

O prefeito de Américo Brasiliense, Dirceu Brás Pano (PSDB), afirmou que a atitude da filha não tem relação com a administração pública municipal e que ela deve arcar com as consequências.

Em São Paulo, mais de 3,3 mil funcionários públicos da prefeitura receberam auxílio emergencial irregularmente.

No estado, quase 8 mil servidores sacaram o dinheiro indevidamente, segundo o Tribunal de Contas do estado de São Paulo (TCE-SP). Saque Mirian Pano recebeu R$ 1,2 mil do auxílio emergencial Reprodução Casada e mãe de dois filhos, Mirian tem 32 anos e trabalha como auxiliar de tributação, função pela qual recebe R$ 2,5 mil de salário. O saque do auxílio ocorreu em abril, segundo consta na página do Portal da Transparência. Mirian afirmou que o saque foi feito no momento em que o marido estava desempregado.

"Meu esposo desempregado há diversos meses não conseguiu ser incluído [no programa], foi feito o cadastro em meu nome, não sabendo à época que ocorreria num erro", disse em nota. Segundo ela, o pai não sabia do saque.

“Evidentemente que meu pai não foi comunicado desta atitude, mesmo porque de pronto teria me orientado que não deveria ser feito, então ele não tem nada com essa situação", [sic] escreveu.

A servidora se comprometeu ainda a devolver ao governo a quantia recebida.

"Ficando a lição de que devemos analisar melhor as coisas antes de fazer, ainda que pareçam boas e necessárias para subsistência", finalizou.

Cidade de Américo Brasiliense (SP) Reprodução/EPTV O prefeito de Américo Brasiliense disse que "as atitudes por ela [Mirian Dayse Pano] tomadas, não tiveram o seu conhecimento e muito menos aval".

A nota disse ainda que "o prefeito não compactua com erros, quer eles sejam de qualquer pessoa, ainda que venham da família, e neste caso vai incisivamente orientá-la a fazer a devida restituição". Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Categoria:SP - São Carlos e Araraquara