Coronavírus: CPFL Paulista faz suspensão temporária do corte de energia por falta de pagamento

Distribuidora atende 4,5 milhões de consumidores em 234 cidades de SP, incluindo Campinas (SP).

Medida vale por 90 dias e visa garantir continuidade dos serviços essenciais.

CPFL Paulista suspende por 90 dias corte de energia por falta de pagamento Carlos Bassan / Prefeitura de Campinas A distribuidora de energia CPFL Paulista suspende por 90 dias, a partir desta quarta-feira (25), o corte do fornecimento de energia por falta de pagamento para clientes residenciais urbanos e rurais, incluindo cadastrados no benefício de baixa renda, além de serviços essenciais, como hospitais.

O objetivo é garantir continuidade de atividades durante a crise provocada pelo novo coronavírus. A CPFL Paulista é responsável por distribuir energia para 4,5 milhões de consumidores em 234 cidades do interior de São Paulo, incluindo Campinas, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto.

A medida foi aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), vale até 22 de junho, e também será aplicada pelas companhias CPFL Piratininga e CPFL Santa Cruz. "A CPFL alerta para o cuidado em relação ao acúmulo de contas [...] no retorno das atividades regulares, cobranças de débitos terão incidência de juros e multas e serão passíveis de corte de energia em caso de não pagamento.

Além disso, a negativação do cliente inadimplente em cadastros de crédito continua sendo permitida e utilizada pela companhia", informa texto da assessoria. Coronavírus: veja perguntas e respostas Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Suspensão de atendimento presencial De acordo com a CPFL, outra medida temporária estabelecida pela agência reguladora foi a suspensão do atendimento presencial ao público, para evitar a aglomeração em postos de serviços e preservar a saúde dos colaboradores e clientes.

A medida, contudo, já havia sido iniciada em 20 de março. "Mais de 30 serviços estão disponíveis nos canais online.

Por exemplo, a segunda via das faturas também pode ser solicitada por SMS.

Basta o cliente enviar um SMS com a palavra CONTA e o número do 'seu código' [presente na conta de energia] para a distribuidora da sua região", diz nota. Leitura de consumo e orientações A Aneel, segundo a distribuidora de energia, também deu aval para que as empresas realizem leituras do consumo em intervalos diferentes do usual ou mesmo que não façam.

Neste caso, informa a concessionária, será considerada a média aritmética do consumo nos últimos 12 meses.

"Para facilitar o recebimento e pagamento das contas e contribuir para a saúde de todos, a empresa orienta seus clientes a cadastrarem a conta por e-mail e atualizarem seus dados [principalmente e-mail e telefone celular], por meio dos canais online www.cpfl.com.br ou do aplicativo 'CPFL Energia'." A assessoria da distribuidora destacou ainda que disponibiliza aos clientes diversos canais de pagamento, entre eles, internet banking e débito automático, parcelamento pela web (via site ou aplicativo), além do parcelamento da conta com cartão de crédito. Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Categoria:SP - Campinas e região